Jornal do Brasil

Quarta-feira, 26 de Novembro de 2014

Internacional

Israel concorda em prolongar cessar-fogo até a noite de domingo

Jornal do Brasil

O governo de Israel informou na noite deste sábado (26) que concordou em prolongar por mais 24 horas, até a noite de domingo (27), o cessar-fogo contra Gaza. Pouco depois, o Hamas informou que não está de acordo com as novas 24 horas de trégua.

O Hamas disse que só concordaria com um cessar-fogo mais longo se Israel recuasse suas tropas das áreas que foram ocupadas na Faixa de Gaza.

"Qualquer período de calma humanitária que não inclua a retirada de soltados de ocupação na Faixa de Gaza e permita o que as pessoas retornem para suas casas e removam os feridos não é aceitável", disse Sami Abu Zuhri, porta-voz do Hamas.

O movimento islâmico assumiu, no fim da tarde deste sábado, ter efetuado disparos de foguetes contra Israel ao final das 12 horas de cessar-fogo. Antes dos ataques, Israel havia anunciado que estava disposto a estender a trégua humanitária, que terminou às 20h (14h, no horário de Brasília). 

A porta-voz do Exército de Israel, Avital Leibovich, já havia informado, em sua conta no Twitter, que os ataques do Hamas haviam reiniciado. Após perceber o terceiro ataque vindo de Gaza, Avital disse que “pararia de contar” as novas ofensivas. “Obviamente, o Hamas mandou sua mensagem violenta de mais terror para Israel”, escreveu. 

O número de palestinos mortos desde o dia 8 de julho, quando começou a ofensiva, já passa de mil, entre eles 192 crianças. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), mais de 70% dos mortos são civis. Do lado israelense, 37 soldados morreram em combate, além de dois civis e um trabalhado rural tailandês, que foram atingidos por tiros de morteiro.

Tags: crise, guerra, israelenses, PALESTINOS, política

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.