Jornal do Brasil

Quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

Internacional

Israel rejeita trégua proposta pelos EUA, e guerra na Faixa de Gaza continua

Ataques já deixaram 823 palestinos mortos e 5.240 feridos

Agência ANSA

O governo israelense recusou nesta sexta-feira (25) uma proposta de cessar-fogo temporário na Faixa de Gaza apresentada pelo secretário de Estado norte-americano, John Kerry. A decisão de rejeitar a trégua, ao menos por enquanto, está ligada ao fato de que Israel pretende permanecer no território palestino para destruir os túneis usados pelo Hamas.    

Pela proposta de Kerry, o conflito seria interrompido entre os dias 27 de julho e 3 de agosto. Nesse período, com a ajuda de mediadores internacionais, os dois lados começariam a negociar no Egito questões econômicas, políticas e de segurança para um cessar-fogo duradouro.    

Os Estados Unidos, a Organização das Nações Unidas (ONU) e a União Europeia dariam garantias de que temas essenciais aos dois lados seriam colocados sobre a mesa. Do ponto de vista do Hamas, isso incluiria o fim do bloqueio à Faixa de Gaza e a reconstrução da região, e de Israel, o fim do lançamento de foguetes sobre o país e a destruição dos túneis.

Enquanto os dois lados não entram em acordo sobre um cessar-fogo, segue aumentando o número de vítimas do conflito. De acordo com a agência palestina Maan, os ataques de Israel à Faixa de Gaza, iniciados no dia 7 de julho, já deixaram 823 mortos e 5.240 feridos. 

Segundo a ONG Oxfam, os bombardeios tiraram a vida de 170 crianças e danificaram 116 escolas no território. Além disso, a quantidade de pessoas deslocadas na região chega a 170 mil. Do lado israelense, as baixas já somam 35, com a morte de dois soldados nesta sexta-feira.

Tags: crise, EUA, israelenses, PALESTINOS, política

Compartilhe:

Comentários

1 comentário
  • Motaz Jarasi

    Saudações aos nossos amigo o povo brasileiro...De povo Palestino y Palestina pluralista.. pedimos que nos ajudem a proteger nossos filhos dos criminosos de guerra israelenses e suas bombas. Tudo o que queremos é a liberdade e independência. Estamos totalmente enjaulado em Gaza e Cisjordânia como animais. Os israelenses nos tratam como sub-humanos. 20 anos de negociações patrocinadas pelos EUA resultaram em nada, mas as colônias israelenses em mais.
    Escreva para seus políticos e do governo ... a única maneira de lidar com o estado sionista é boicotá-la como a África do Sul do Apartheid. SOS ... salvar a humanidade!

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.