Jornal do Brasil

Quinta-feira, 30 de Outubro de 2014

Internacional

Justiça diz que Berlusconi não pode sair da Itália

Agência ANSA

O Tribunal Administrativo Regional de Lazio não autorizou que Silvio Berlusconi deixe a Itália após ter sido absolvido no "Caso Ruby". O juiz do caso decidiu que, mesmo sendo absolvido de um dos processos que responde, ele não poderia reaver o passaporte.

"Não é a condenação que legitima a restrição, pois a razão da limitação não é ligada à gravidade do crime, mas à necessidade do Estado em agir efetivamente e agilmente na execução de uma ordem penal", escreveu na sentença. A decisão judicial ainda esclareceu que Berlusconi "precisa cumprir a pena de uma ano e que não pode deixar o território italiano".

Berlusconi foi absolvido em segunda instância no processo que ficou conhecido como "caso Ruby", no qual era acusado de prostituição de menores e abuso de poder. De acordo com os juízes de Milão, ele foi absolvido da acusação de abuso de poder "porque o fato não existe", e da de prostituição de menores "porque o fato não constitui um crime".

Atualmente, ele faz trabalhos comunitários em uma clínica para pacientes com Mal de Alzheimer, em Milão, como pagamento de uma pena de 1 ano e meio por fraude fiscal em outro processo, o "Mediaset".

Berlusconi ainda responde outro processo em Bari,no qual é acusado de indução a mentiras. A investigação se baseia em um possível suborno ao empreendedor Gianpaolo Tarantini - para que ele mentisse à Justiça sobre as prostitutas levadas à sua casa de veraneio entre 2008 e 2009. O suborno foi realizado com auxílio do empresário Valter Lavitola. A audiência preliminar deste caso está marcada para o dia 14 de novembro, com a juíza do Tribunal de Bari Rosanna Depalo.

Tags: Berlusconi, italianos, justiça, mediaset, processo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.