Jornal do Brasil

Terça-feira, 21 de Outubro de 2014

Internacional

Em encontro, Papa agradece sudanesa por sua fé

Agência ANSA

O papa Francisco recebeu nesta quinta-feira (24) a jovem sudanesa Meriam Isha que tinha sido condenada à morte em seu país por ser cristã e a agradeceu pelo seu "testemunho de fé", informou o Vaticano. O Papa agradeceu a jovem sudanesa pelo "testemunho de sua fé" e por manter a "convicção" na sua crença. Meriam foi condenada à morte por ser cristã e ter casado com um cristão, e assim negado o islã. Meriam estava acompanhada por seu marido e os dois filhos. 

O encontro ocorreu na casa Santa Marta em clima de "grande serenidade", informou o porta-voz do vaticano, padre Federico Lombardi. O encontro da sudanesa "por parte do Papa é um sinal de aproximação para todos aqueles que sofrem por sua fé e pela prática da fé. É um gesto que vai além do encontro e se torna um símbolo", destacou Lombardi. A sudanesa chegou hoje em Roma em um voo de Estado italiano e foi recebida no aeroporto pelo primeiro-ministro, Matteo Renzi e sua esposa Agnese e pela ministra italiana de Relações Exteriores, Federica Mogherini. Meriam foi condenada à morte por se converter ao cristianismo e a 100 chicotadas por adultério, por ter casado com um cristão.

    Na época ela foi presa grávida junto com seu filho de 20 meses, e deu à luz a uma menina na prisão. Em junho passado o Tribunal do Sudão ordenou a liberação da mulher depois da grande repercussão mundial do caso.

Tags: fé, Francisco, isha, meriam, pontífice

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.