Jornal do Brasil

Sexta-feira, 19 de Dezembro de 2014

Internacional

Ban Ki-moon diz que funcionário da ONU foi morto em ataque a Gaza

Agência ANSA

O secretário-geral das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, disse hoje que um funcionário da organização foi morto, assim como uma mulher e uma criança, no ataque a uma escola ligada à instituição na Faixa de Gaza.      

O Exército israelense atacou nesta quinta-feira (24) uma escola da Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados Palestinos (UNRWA) em Beit Hanoun, no norte de Gaza.        "Estamos chocados com a notícia do ataque à escola", disse. "Mais uma vez peço para que todas as partes devem respeitar suas obrigações com o direito internacional humanitário", acrescentou.        

De acordo com fontes médicas, há ao menos 16 mortos e 200 feridos. Israel lançou no último dia 8 de julho uma ofensiva militar contra a Faixa de Gaza chamada "Operação Margem Protetora", com o objetivo de enfraquecer o Hamas. Os ataques começaram após o sequestro e a morte de três jovens israelenses na Cisjordânia. Os ataques já provocaram a morte de 746 palestinos. Outros 4.640 ficaram feridos, de acordo com o último balanço divulgado hoje pela agência al-Ray, ligada ao Hamas.        

Devido aos combates, várias companhias aéreas suspenderam vôos para a região. A empresa italiana Alitalia, no entanto, retomou hoje os voos para Tel Aviv.

A Santa Sé, por sua vez, definiu como "intoleráveis" as violações de direitos humanos contra civis da Faixa de Gaza. "A violência nunca resolveu nada. A violência traz somente sofrimento, devastação e morte", disse o observador permanente da Santa Sé nas Nações Unidas, monsenhor Silvano Maria Tomasi.

Já a Casa Branca divulgou que o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, conversou com o presidente Barack Obama para mantê-lo informado sobre as negociações de cessar-fogo na Faixa de Gaza. Kerry passou pelo Egito e por Israel para discutir o confronto entre israelenses e palestinos.

Tags: crise, Gaza, guerra, Israel, política

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.