Jornal do Brasil

Segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

Internacional

‘A culpa é do Putin’, diz artigo do The Telegraph

Jornalista comenta a queda da aeronave da Malasya Airlines

Jornal do Brasil

“Hoje, nós lamentamos os 298 passageiros e tripulantes do vôo MH17 Malaysia Airlines - 10 deles britânicos - que foram massacrados por bandidos apoiados por Vladimir Putin”, diz artigo do jornal inglês The Telegraph.

O articulista Boris Johnson faz uma comparação entre o bombardeiro ao avião da Malasya e um ataque feito pelos EUA a um avião do Irã, em 1988, considerado um acidente. Um navio da marinha americana conseguiu confundir o vôo Airbus iraniano 655 para um caça F-14A Tomcat, do tipo utilizado pela força aérea iraniana e abateu a aeronave.

Ele diferencia os casos, criticando a Rússia pela “óbvia adulteração da prova; o tratamento cruel e vergonhoso dos corpos dos mortos e de suas posses.”Ele diz que a razão de mencionar o Airbus não é para sugerir que há algum tipo de equivalência moral entre as duas catástrofes, mas justamente o contrário. Ele quer mostrar a diferença entre “uma grande e aberta democracia a Rússia de Vladimir Putin”, explica.

Ele diz que os norte-americanos cometeram um erro terrível, o que é muito diferente do que Putin está fazendo. “Há apenas uma razão pela qual aqueles bêbados separatistas apoiados pelos russos tiveram acesso a um míssil desses. Foi um presente de Vladimir do Kremlin”, diz o jornalista. Ele acusa Putin de atiçar “as chamas da violência em um país europeu soberano”. Ele completa dizendo que o Ocidente precisa colocar pressão sobre Putin e que agora é hora de fazê-lo. 

Tags: CONFLITO, internacional, malasya airlines, russia, separatistas, the telegraph, UCRÂNIA

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.