Jornal do Brasil

Quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

Internacional

Malaysia Airlines: holandeses analisam corpos de vítimas da queda do avião

Agência ANSA

Uma equipe de investigadores holandeses conseguiu autorização dos rebeldes nesta segunda-feira (21) para analisar os corpos das vítimas da queda do avião da Malaysia Airlines, segundo um jornalista da France Press.

    As vítimas estão dentro de vagões refrigerados de trens da estação de Torez,na Ucrânia, e aguardam a autorização para serem enviados para Kiev ou, até mesmo, para a Holanda.

    Os especialistas foram acompanhados por membros da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) e por rebeldes. O médico Peter Van Vilet declarou que "a conservação dos corpos está adequada" e comentou que 50 homens armados acompanharam a delegação holandesa. Cerca de 200 corpos estão na estação de trem que fica há 15 km do local da queda da aeronave.

    Ontem (20), a agência de notícias russa Ria Novosti informou que o trem, com cinco vagões refrigerados, havia partido para a cidade de Donetsk com 198 corpos, todos os que foram encontrados na zona do acidente até o momento. Mas, a informação não foi confirmada pelas autoridade ucranianas.

    O vôo MH 17 da Malaysia Airlines caiu na última quinta-feira (17) em uma região controlada por rebeldes, na fronteira entre Ucrânia e Rússia. Indícios preliminares apontam que o avião teria sido abatido por um míssil. A queda do Boeing 777 da Malaysia Airlines provocou a morte de 298 pessoas, em sua maioria, holandeses.

    Vídeo de separatistas A emissora britânica BBC afirmou ter conseguido um vídeo gravado logo após a queda do avião. Nele, os separatistas pró-Rússia estão vendo os escombros da aeronave e é possível ouvir uma conversa entre os militantes. "São estrangeiros", "Quem permitiu eles voarem por aqui?", dizem algumas pessoas.

    Segundo o correspondente da emissora, Fergal Keane, afirma que as imagens podem esclarecer quem derrubou o avião malaio. As imagens mostram que os rebeldes buscam a caixa-preta da aeronave.

    Confrontos em Donetsk Apesar da retirada dos corpos da região de Donetsk, foram registrados confrontos nesta segunda-feira (21). A cidade é um dos locais que tenta se separar da Ucrânia e se unir à Rússia.

    (ANSA)

Tags: abate, aeronave, malasia, mh17, míssil, morte, voo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.