Jornal do Brasil

Quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

Internacional

Palestina acusa Israel de 'massacre' em Shajaya

Agência ANSA

 No 13º dia da Operação Margem Protetora, o Exército israelense intensificou neste domingo (20) seus ataques à Faixa de Gaza, em uma nova incursão terrestre. Ao menos 87 pessoas morreram do lado palestino, e 13 militares do lado israelense. Segundo fontes locais, com as baixas de hoje, subiu para 436 o número de palestinos mortos nos ataques desde o início da ofensiva. Mais de três mil estão feridos e 62 mil desabrigados, informaram as Nações Unidas. Um dos locais mais atacados neste domingo foi Shajaya, periferia da cidade de Gaza. Somente lá, mais de 60 pessoas morreram. Os líderes palestinos criticaram os ataques, classificando-os de "massacre". No entanto, Israel afirmou que o Hamas não teria respeitado um cessar-fogo humanitário de duas horas prometido para hoje com o objetivo de facilitar a saída de feridos da Faixa de Gaza.

    Segundo Israel, o grupo islâmico começou a disparar mísseis, quebrando a trégua. O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, também acusou o Hamas de usar civis como escudo e de se negarem a um cessar-fogo. (ANSA)

Tags: confronto, Gaza, Israel, morte, palestina

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.