Jornal do Brasil

Sexta-feira, 28 de Novembro de 2014

Internacional

Fidel Castro repudia abatimento de avião na Ucrânia

Ex-líder cubano também repudiou invasão à Faixa de Gaza

Agência ANSA

O ex-presidente cubano Fidel Castro expressou hoje, dia 18, seu "repúdio" ao abate de um avião na Ucrânia, que deixou ao menos 295 vítimas ontem, dizendo que o país está "sob o controle do governo belicista do rei do chocolate, Petro Poroshenko".    

"Cuba, que sempre foi solidária com o povo da Ucrânia, e nos dias difíceis da tragédia de Chernobyl atendeu muitas crianças afetadas pela radiação nociva do acidente, e sempre estará preparada para fazê-lo, não pode deixar de manifestar o seu repúdio pela ação de tal governo contrário à Rússia, pró-imperialista e antiucraniano", escreveu, em nota publicada pela imprensa.    

O ex-presidente também expressou solidariedade com "o povo palestino", que disse que "defende o último resquício do que foi a sua pátria durante milhares de anos" em Gaza.    Fidel acusou o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, de ordenar "seu Exército a invadir a Faixa de Gaza, onde já mataram, em poucos dias, centenas de palestinos, muitos deles crianças".    

O ex-presidente, que se afastou do cargo em 2006 por motivos de saúde, escreve ocasionalmente artigos para a imprensa local na coluna "Reflexões do companheiro Fidel".

Tags: Cuba, Fidel Castro, mortes, UCRÂNIA, voo mh 17

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.