Jornal do Brasil

Domingo, 21 de Dezembro de 2014

Internacional

Corte de Milão absolve Berlusconi em caso 'Ruby'

Agência ANSA

Os juízes da Corte de Apelação de Milão absolveram nesta sexta-feira (18) o ex-primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi no processo que ficou conhecido como "caso Ruby", no qual era acusado de prostituição de menores e abuso de poder. Ele tinha sido condenado em primeira instância a sete anos de prisão. De acordo com os juízes, Berlusconi foi absolvido da acusação de abuso de poder "porque o fato não existe", e da de prostituição de menores "porque o fato não constitui um crime". O advogado Franco Coppi, que defende Berlusconi, afirmou à imprensa que esta é uma sentença que "vai além das previsões mais otimistas". 

Berlusconi foi condenado em junho de 2013, em primeira instância, a sete anos de prisão por abuso de poder e prostituição de menores. No entanto, o ex-premier recorreu da decisão na Corte Apelação de Milão. Berlusconi foi condenado por ter pago para manter relações sexuais com a jovem marroquina Karima el-Mahroug, conhecida como Ruby, quando ela ainda era menor de idade. Os encontros teriam ocorrido em 2010.

    O ex-primeiro-ministro, que tem 77 anos de idade, sempre negou as acusações e costuma afirmar que promovia apenas festas e jantares em sua residência, e que o dinheiro dado à jovem era para "ajudá-la". No recurso, a defesa de Berlusconi esperava conseguir ao menos uma redução da pena de sete anos, pois o ex-premier atualmente faz trabalhos comunitários em uma clínica para pacientes com Mal de Alzheimer, em Milão, como pagamento de uma pena de 1 ano e meio por fraude fiscal no processo "Mediaset". (ANSA)

Tags: . acusação, apelação, Berlusconi, CORTE, itália

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.