Jornal do Brasil

Quarta-feira, 3 de Setembro de 2014

Internacional

Obama promete ajuda para elucidar queda de avião na Ucrânia

Agência ANSA

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta quinta-feira (17) que a queda de um avião da Malaysia Airlines em território ucraniano é uma "terrível tragédia" e que seu país vai oferecer toda a ajuda possível para determinar as causas do desastre. Além disso, o mandatário afirmou que as autoridades estão trabalhando para descobrir se havia cidadãos norte-americanos a bordo.    

O Boeing 777 da companhia malaia - similar àquele que desapareceu em março - fazia o voo MH17, entre Amsterdã, na Holanda, e Kuala Lumpur. A aeronave caiu no vilarejo de Grabovo, no leste da Ucrânia, perto da fronteira com a Rússia. Todos os seus 295 ocupantes (280 passageiros e 15 tripulantes) morreram.    

Ainda não se sabe o que causou a tragédia, mas suspeita-se que o avião tenha sido derrubado por um míssil. Desde que a queda foi noticiada, o governo ucraniano e os rebeldes pró-Moscou que atuam na parte oriental do país trocam acusações sobre quem teria efetuado o suposto disparo. Durante o conflito separatista que atinge a região, os dois lados já abateram diversos helicópteros e caças inimigos.    

O ministro das Relações Exteriores de Kiev, Pavlo Klimkin, chegou até mesmo a culpar a Rússia pela catástrofe. Segundo ele, os sistemas antiaéreos da nação vizinha atacaram o Boeing em uma tentativa de proteger os rebeldes. Mais cedo, Igor Strelkov, um comandante das forças pró-Moscou da autoproclamada República Popular de Donetsk, afirmara em uma rede social russa que o seu grupo havia abatido um avião de carga ucraniano. Contudo, não há nenhum indício de que uma aeronave do tipo tenha sido derrubada. Começou-se a especular então que eles tenham atingido o Boeing da Malaysia Airlines por engano, mas a mensagem foi apagada logo depois.    Como o desastre ocorreu em uma área controlada por separatistas, são eles próprios que estão recolhendo corpos, documentos e objetos das vítimas. Além disso, de acordo com a agência russa Interfax, a caixa preta do avião já teria sido encontrada. 

Tags: aeronave, ataque, malasia, mortes, ucranianos

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.