Jornal do Brasil

Quinta-feira, 21 de Agosto de 2014

Internacional

Polícia prende 660 pessoas por pedofilia na Grã-Bretanha

Agência ANSA

A polícia da Grã-Bretanha prendeu 660 pessoas acusadas de pedofilia nesta quarta-feira (16). A Agência Nacional contra o Crime (NCA, na sigla em inglês) estava investigando os suspeitos há seis meses e, entre os detidos, estão professores, médicos, policiais e líderes de escoteiros.

Com a ação, 431 crianças foram resgatadas e colocadas sob a tutela do Estado. Destas, 127 estavam sob "risco imediato" de abusos, especialmente porque estavam nas mãos de suspeitos presos hoje.

Apenas 39 pessoas detidas já tinham passagem pela polícia por crimes sexuais. As prisões foram solicitadas para aqueles que buscavam conteúdos na deep web, produziam ou distribuíam imagens de crianças abusadas sexualmente.

O sub-diretor da NCA, Phil Gormley, declarou que "aqueles que começam acessando imagens pedófilas na internet, terminam abusando de crianças". "Assim, essa operação não busca só prender pedófilos que cometeram abusos, mas também prevenir que potenciais abusadores cruzem essa linha. Queremos fazer com que eles entendam que a internet não é um espaço anônimo e seguro para acessar a essas fotos indecentes, que eles deixam assinaturas digitas e que a lei estará atrás deles", disse Gormley.

A investigação foi a maior já realizada no país e não está ligadas às outras recentes prisões de pedófilos ligados ao governo do primeiro-ministro David Cameron. Para conseguir deter os envolvidos foi preciso a ajuda de 45 departamentos policiais na Inglaterra, no País de Gales, na Escócia e na Irlanda do Norte. Durante a operação, foram avaliadas 833 propriedades e foram apreendidos 9172 computadores, celulares e CPUs.

Tags: abusos, ingleses, menores, presos, sexuais

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.