Jornal do Brasil

Terça-feira, 21 de Outubro de 2014

Internacional

NYT: fim da Copa traz brasileiros de volta à realidade

Jornal do Brasil

Em reportagem publicada na última segunda-feira (14), o jornal americano The New Yok Times abordou "o outro lado" da Copa no Brasil, sem focar nas rivalidades futebolísticas. 

O jornal afirma que a rivalidade no futebol, entre argentinos e brasileiros, levou à brigas nas praias de Copacabana entre os dois rivais. 

Ainda sobre violência, eles chamaram a atenção para a forte repressão aos manifestantes que protestavam contra os gastos da Copa nas proximidades do Maracanã. Eles ainda relembraram a prisão dos 19 ativistas que aconteceu no sábado de manhã, logo antes do começo do final de semana com importantes jogos do torneio. 

>>PM abre investigação para apurar violência de policiais em protesto no Rio

>>Polícia dispersa com bombas manifestação contra a Copa

"Os protestos não têm sido tão grandes por causa do tratamento dado aos manifestantes pela polícia, além disso, a forma como os protestos são abordados na mídia é muito negativa", disse Rebecca Tanuta, estudante que ajudava a fornecer assistência médica a manifestantes feridos durante o ato de domingo (13), na Praça Saens Peña. "As pessoas estão com medo de sair às ruas, ou eles acham que os manifestantes são apenas arruaceiros", completa a estudante, em entrevista ao jornal. 

O jornal ainda relembra as vaias à Dilma Roussef, que aconteceram tanto no encerramento da Copa como na abertura do campeonato, em maio."As fissuras políticas do Brasil foram expostas no cenário internacional quando os fãs brasileiros dentro do estádio vaiaram Rousseff, que está concorrendo à reeleição este ano" disse o jornal. 

Ainda sobre política, eles mencionam a Cúpula dos Brics, que começou na última segunda-feira (14). 

>>Brics: especialistas defendem novo banco para combater 'assimetria' econômica

Ainda sim, eles afirmaram que, no domingo, após o jogo, os brasileiros pareciam mais preocupados com política interna, em alguns casos até felizes pela derrota, como mostra o jornal:

"Estou muito mais feliz assim do que estaria se o Brasil tivesse realmente ganhado", disse Gilson Bruno da Silva, barman num restaurante de Copacabana. "Este foi o melhor resultado possível pois, caso contrário, teríamos esquecido tudo sobre os problemas que assolam o país no momento."

Tags: análise, copa do mundo, dilma, final, manifestação, nyt, protesto, vaias

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.