Jornal do Brasil

Terça-feira, 30 de Setembro de 2014

Internacional

'Estamos prontos para combater por meses', diz Hamas

Agência ANSA

 Nesta sexta-feira (11), o líder do Hamas, Mahmoud al-Zahar, declarou que o grupo está pronto para "combater por meses" contra os israelenses."Um cessar-fogo deverá respeitar as condições impostas pelo Hamas, como a remoção dos bloqueios à Gaza e a libertação de pessoas presas nos últimos meses. Estamos escrevendo uma nova página", falou al-Zahar.

    Até o momento, o confronto já causou mais de 100 mortes - a maioria entre os palestinos. Porém, o governo israelense acusa o Hamas de atacar uma escola em Gaza, afirmando que "dentro da instituição foi criado um túnel com fins terroristas". Ainda de acordo com Israel, o país interceptou 2/3 dos mísseis atirados contra as cidades israelenses através do sistema de defesa.

    O novo objetivo do Hamas é acertar o aeroporto de Ben Gurion, em Tel Aviv. Segundo os israelenses, foram interceptados quatro mísseis contra o local ontem (10). O grupo assumiu que está mirando no aeroporto e emitiu um "alerta" para as companhias aéreas. "O aeroporto está inseguro porque pode ser atingido com ataques da Faixa de Gaza", informou a Brigada Ezzedeen al-Qassam (braço militar do Hamas) para a agência de notícias palestinas Maan.

    Ainda ontem várias lideranças internacionais pediram um cessar-fogo imediato na região. O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, chamou o Hamas de "irresponsável" e criticou Israel pelo "uso excessivo de força contra os civis palestinos".

    A nova onda de violência entre os dois povos ocorreu após a morte de quatro adolescentes - três israelenses e um palestino - por militantes extremistas. (ANSA)

Tags: cessar-fogo, Gaza, Hamas, Israel, zahar

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.