Jornal do Brasil

Segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

Internacional

Novo enviado da ONU para Síria diz saber dificuldade de missão

Agência ANSA

O novo enviado das Nações Unidas (ONU) para a Síria, o italiano Staffan De Mistura, disse hoje, em entrevista à ANSA, estar consciente de ter sido encarregado de "uma missão considerada quase impossível".    

O diplomata ainda disse estar "realmente honrado por esta nomeação" do secretário-geral, Ban Ki-moon, "com o apoio do Conselho de Segurança (CS) e das partes envolvidas no conflito".    

"Eu vou fazer de tudo para que a trágica situação de milhões de sírios possa ser melhorada e um caminho para a paz pode ser encontrado", acrescentou.    

O diplomata italiano foi anunciado hoje, dia 10, como novo enviado especial das Nações Unidas (ONU) para a Síria, informou Ban Ki-moon. O italiano é o terceiro no cargo, após Lakhdar Brahimi ter anunciado sua renúncia, em maio deste ano, assim como aconteceu com o ex-líder da ONU Kofi Annan. O diplomata, que tem 67 anos, tem um extenso currículo como representante da ONU em conflitos, ele esteve no Afeganistão, no Iraque, em Ruanda, no Líbano, na Somália, no Sudão e na ex-Iugoslávia. 

Tags: missão, Nações, Organização, sírios, Unidas

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.