Jornal do Brasil

Segunda-feira, 28 de Julho de 2014

Internacional

Duzentos militares ucranianos foram mortos desde abril

Agência ANSA

Pelo menos 200 militares ucranianos foram mortes no leste da Ucrânia desde abril deste ano, quando foram iniciados os confrontos com os separatistas pró-Rússia. As informações foram divulgadas pelo porta-voz do Conselho Nacional de Segurança da Ucrânia, Andri Lisenko, que também afirmou que pelo menos 619 militares ficaram feridos no mesmo período.     Só nas últimas 24 horas, pelo menos cinco soldados ucranianos morreram e 21 ficaram feridos em confrontos com os separatistas no leste da Ucrânia.     

O primeiro-ministro da Rússia, Dmitri Medvedev, afirmou que o presidente ucraniano, Petro Poroshenko, é "pessoalmente responsável pelas novas vítimas do conflito em curso no leste da Ucrânia", já que o mandatário resolveu não prolongar o cessar-fogo que terminou na segunda-feira, 30.     

"Colocando um fim na trégua, o presidente Poroshenko cometeu um erro fatal. E que trará novas vítimas. E ele é pessoalmente responsável por isso", escreveu Medvedev em sua conta no Facebook.

Tags: Armas, crise, mortos, russia, ucranianos

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.