Jornal do Brasil

Sábado, 23 de Agosto de 2014

Internacional

Graça Machel anuncia fim do luto por Mandela e retorno às causas sociais

Agência Brasil

Após quase quatro meses da morte de Nelson Mandela, considerado um dos maiores líderes da história do continente africano, Graça Machel declarou o fim do luto e a volta ao ativismo social em defesa das crianças e das mulheres. A organização não governamental (ONG) Graça Machel Trust, fundada pela moçambicana na África do Sul, informou em comunicado que a viúva do ex-presidente sul-africano voltará a abraçar as causas pelas quais trabalha há vários anos.

Graça Machel estava oficialmente afastada da vida pública desde a morte do líder da resistência antiapartheid e primeiro presidente negro da África do Sul, embora tivesse aparecido em alguns poucos eventos em Moçambique. "Depois de seis meses de retiro, em luto pela morte do presidente Rolihlahla Nelson Mandela, a senhora Graça Machel vai agora voltar ao seu papel ativo como uma defensora global dos direitos das mulheres e das crianças", diz a nota da Graça Machel Trust.

No comunicado, a viúva revela que seu sonho é ver o Hospital de Crianças Nelson Mandela, idealizado pelo ex-presidente sul-africano, tornar-se realidade, além de continuar sua luta pelo acesso das mulheres africanas às oportunidades econômicas, políticas e sociais.

"Tive a sorte de encontrar em Madiba [como Mandela era chamado no seu país] um parceiro e companheiro na defesa dos direitos das crianças e das mulheres. Sou inspirada pelo seu rico legado, que promove justiça, compaixão e solidariedade", disse Graça Machel. Antes de se casar com Mandela, ela já havia sido casada com Samora Machel, líder na luta pela independência e primeiro presidente de Moçambique, que morreu em um desastre aéreo em 1986.

Tags: africanos, Mandela, não governamental, Organização, viúva

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.