Jornal do Brasil

Sábado, 23 de Agosto de 2014

Internacional

Papa Francisco pede que o clero não busque apoio dos poderosos

Pontífice também faz apelo pela unidade nacional no Iraque

Jornal do Brasil

Na cerimônia de entrega do pálio aos 24 novos arcebispos metropolitanos, durante missa na Basílica de São Pedro, o papa Francisco voltou a pedir aos padres e bispos que não busquem o apoio daqueles que têm o poder. O Pontífice afirmou que o clero não "deve perder  tempo com questões ou intrigas inúteis", mas deve dar atenção especial ao essencial, "seguindo o exemplo de Cristo, apesar das dificuldades".

"Que refúgio nós procuramos na nossa vida pastoral, para estarmos a salvo? O verdadeiro refúgio é a confiança em Deus: ela remove todos os medos e nos torna livres da escravidão e das tentações mundanas", disse o papa.

Entre os 24 novos arcebispos que receberam o pálio, cinco são da África, seis da Ásia, sete da Europa e seis das Américas, incluindo o brasileiro Dom José Luiz Majella Delgado, arcebispo metropolitano de Pouso Alegre, em Minas Gerais.

O papa também fez um apelo aos líderes iraquianos para que façam de tudo para "preservar a unidade nacional e evitar a guerra". Francisco apoiou um pedido feito pelos bispos do Iraque para a formação de um governo de unidade nacional, com o objetivo de evitar um êxodo contínuo de cristãos. "Uno-me aos bispos do país em seu apelo aos governantes para que, por meio do diálogo, preservem a unidade nacional e evitem a guerra", afirmou.

E em entrevista ao jornal Il Messaggero, publicada neste domingo, Francisco voltou a denunciar o flagelo da corrupção. "É difícil manter-se honesto na política. Às vezes é como se algumas pessoas fossem atraídas por um fenômeno endêmico, em vários níveis. O problema é que a política está desacreditada, devastada pela corrupção. Infelizmente, corrupção é um fenômeno global. Há até chefes de estado que estão na prisão", disse.

Segundo o papa, "vivemos em uma época de mudança", que "alimenta a decadência moral, não só na política, mas também na esfera financeira ou social".

Tags: arcebispos, Corrupção, missa, pontífice, vaticano

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.