Jornal do Brasil

Terça-feira, 2 de Setembro de 2014

Internacional

Unesco alerta que há 58 milhões de crianças até 11 anos sem escolaridade

Agência Brasil

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) alertou hoje (26) para a existência de 58 milhões de crianças entre os 6 e os 11 anos sem escolaridade, o que torna impossível alcançar a meta de uma educação primária universal até 2015.

O número deve-se em grande parte ao elevado crescimento demográfico na África Subsaariana, onde existem atualmente 30 milhões de crianças sem escolaridade, indica relatório da Unesco divulgado hoje em Paris.

Segundo a organização, se se mantiver a atual tendência, cerca de 43% dos menores sem escolaridade em todo o mundo – 15 milhões de meninas e 10 milhões de meninos – nunca pisarão em uma sala de aula.

O documento cita, por outro lado, que 17 países reduziram em 86% o número de crianças sem escolaridade em pouco mais de uma década, como o Burundi, Marrocos, Nepal, a Nicarágua e o Vietnã.

“É possível conseguir mudanças positivas” com medidas como a adequação do currículo escolar e o apoio financeiro às famílias necessitadas, aponta o estudo.

A diretora-geral da Unesco, Irina Bokova, considera que os novos dados confirmam a impossibilidade de se conseguir educação primária universal até 2015. Nesse sentido, defende ser preciso fazer “soar o alarme e reunir a vontade política necessária” para garantir o respeito pelo “direito à educação para todas as crianças do mundo”.

Tags: áfrica, educação, Nações, onu, Unidas

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.