Jornal do Brasil

Sábado, 25 de Outubro de 2014

Internacional

Putin pede a Parlamento para anular resolução que permite intervir na Ucrânia

Agência Brasil

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, pediu hoje (24) ao Parlamento para que seja anulada a resolução de 1º de março que autoriza a intervenção militar na Ucrânia. A informação foi dada pelo porta-voz da Presidência, Dmitri Peskov. Segundo ele, a decisão de Putin tem como objetivo “normalizar o ambiente e resolver a situação nas regiões orientais da Ucrânia”.

O presidente da Ucrânia saudou a atitude. “O presidente Petro Poroshenko considera que o pedido de Vladimir Putin para anular a decisão que permitia a intervenção de forças russas na Ucrânia é um primeiro passo concreto após o apoio oficial do presidente russo ao plano de paz ucraniano”, disse o comunicado da Presidência.

Andrei Limov, representante do Parlamento russo, disse que os senadores anularão amanhã a resolução que autoriza a intervenção do Exército do país na Ucrânia. A resolução, aprovada com o pretexto de defender os cidadãos russos residentes na Ucrânia, acabou elevando ainda mais o clima de tensão na região, com dezenas de milhares de soldados russos realizando exercícios militares perto da fronteira entre os dois países.

A tensão entre Ucrânia e Rússia, considerada a mais grave no Leste Europeu desde o fim da Guerra Fria, aumentou depois da deposição do então presidente ucraniano, Viktor Ianukóvitch, considerado pró-russo e contra a entrada do país na União Europeia, e a posterior anexação da Crimeia, península no Sul da Ucrânia, pela Rússia.

Tags: crise, intervenção, política, russos, ucranianos

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.