Jornal do Brasil

Sábado, 25 de Outubro de 2014

Internacional

'Corrupção mata sem sujar as mãos', diz Papa Francisco

Agência ANSA

O Papa Francisco condenou o crime de corrupção durante a homília desta terça-feira (17), afirmando que quem "entra na estrada da corrupção mata, usurpa e se vende. Aproveita-se dos inocentes com luvas brancas, sem sujar as mãos". Ele ainda declarou que o "corrupto irrita Deus e o Senhor diz claramente o que fará: 'Eu farei cair um desastre contra vós'".

O Pontífice continuou a homília declarando que "nossa obrigação como cristãos é pedir perdão por eles e que o Senhor lhes dê a graça de arrepender-se". 

Apesar das duras críticas a quem se corrompe, Francisco declarou que há uma saída para quem entrou nesse caminho. "Há uma porta de saída para os corruptos, para os corruptos políticos, para os empresários corruptos e para os corruptos da Igreja: pedir perdão! Isso agrada ao Senhor. O Senhor perdoa, mas perdoa quando os corrompidos fazem o que fez Zaqueu: 'Eu roubei, Senhor! Darei quatro vezes aquilo que roubei", falou o Papa. 

Ele ainda pediu punição da Justiça para quem cometer crimes de corrupção, pedindo para que os juízes ajam com "prudência e tenham uma imparcialidade inconfundível". Que eles consigam se manter sempre com "independência e objetividade" e que vivam de acordo com as "aspirações legítimas" do povo. E que consigam, em seu trabalho ter um "equilíbrio interno para não deixar que prevaleça o seu próprio caráter, as próprias convicções pessoais e as convicções ideológicas".

Tags: Corrupção, deus, homilia, inocente, pontífice

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.