Jornal do Brasil

Domingo, 23 de Novembro de 2014

Internacional

Identificado assassino da jovem ginasta italiana Yara Gambirasio

Agência ANSA

O ministro do Interior da Itália, Angelino Alfano, confirmou nesta segunda-feira (16) que foi identificado o assassino de Yara Gambirasio, jovem ginasta de 13 anos que foi morta no final de 2010. Trata-se de Massimo Giuseppe Bossetti, um pedreiro de mais ou menos 40 anos originário de Clusone, na província de Bergamo, norte do país.    

"Nas próximas horas serão fornecidos maiores detalhes. Agradecemos a todos, cada um no seu papel, pelo empenho máximo, pelo grande profissionalismo e pela paixão colocada na difícil procura por esse brutal assassino que, finalmente, ganhou um rosto", declarou Alfano. O suspeito foi capturado pela polícia e será submetido a um interrogatório.    

Yara desapareceu no dia 26 de novembro de 2010, quando caminhava do centro de esportes da pequena cidade de Brembate di Sopra, também em Bergamo, para a sua casa. No entanto, seu corpo só foi achado exatos três meses depois, em 26 de fevereiro de 2011, no município de Chignolo d'Isola, a cerca de 10 km de distância da sua residência.    

Acredita-se que ela tenha sido raptada pelo assassino, que planejava abusar sexualmente da menina. De acordo com a perícia, a ginasta morreu após ser atingida na cabeça, quase certamente por uma pedra, e levar seis facadas. Nenhuma delas foi letal, mas um dos golpes atingiu a sua traqueia, o que pode ter provocado uma crise respiratória. Nesse ponto, Yara teria sido abandonada agonizando em um campo de Chignolo.    

O golpe final teria sido dado pelo frio, já que a temperatura naquele 26 de novembro estava em torno de 0°. As investigações apontam também que a jovem não chegou a ser estuprada, mas podem ter havido tentativas.

Tags: assassino, atleta, descoberta, itália, polícia

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.