Jornal do Brasil

Domingo, 31 de Agosto de 2014

Internacional

Brasil apoiará candidatura de Angola no Conselho de Segurança da ONU

Agência Brasil

Os governos brasileiro e angolano firmaram hoje (16) acordo para facilitar a concessão de visto entre os dois países. Após se reunir com o presidente José Eduardo dos Santos, a presidenta Dilma Rousseff manifestou apoio do governo brasileiro à candidatura de Angola à posição de membro não permanente no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU).

O acordo permite a ampliação do prazo de três meses para dois anos do visto de negócios concedido pelos dois países. De acordo com o ato, empresários brasileiros que visitarem Angola, assim como angolanos que vierem ao Brasil não precisarão renovar os vistos quando forem viajarem ao país parceiro, desde que a autorização esteja dentro do prazo de dois anos. O acordo ainda prevê que o visto seja de múltiplas entradas, ou seja, os representantes comerciais não terão um limite de viagens que poderão fazer, desde que não fiquem mais de três meses ininterruptos no país de destino.

Durante a cerimônia, a presidenta Dilma disse que Angola e Brasil são países-irmãos, que têm laços linguísticos e culturais, mas sobretudo étnico-históricos. Segundo o Itamaraty, o Brasil foi o quarto principal abastecedor do mercado angolano, tendo seu intercâmbio comercial crescido quase 36$% entre 2009 e 2013. “Queremos destacar os avanços de nossa cooperação em matéria de defesa. A Força Aérea Nacional de Angola adquiriu em 2009 seis aeronaves Super Tucano, hoje já entregues”, disse Dilma.

Ao ressaltar o “importante papel de Angola” na reconstituição democrática de países africanos, como a Guiné-Bissau, Dilma se disse satisfeita em anunciar o apoio do governo brasileiro ao pleito angolano de ser membro, no próximo biênio (2015-2017), do Conselho de Segurança da ONU. “Estou certa de que Angola poderá oferecer olhar atento e alternativas equilibradas aos atuais desafios da paz e a segurança internacionais”, afirmou a presidenta.

Em sua fala, o presidente angolano agradeceu o apoio brasileiro e disse que também faz votos de que o Brasil saia vitorioso da candidatura para sediar um evento internacional de direitos humanos. Ao destacar a assinatura do ato, José Eduardo dos Santos lembrou que Angola é o terceiro parceiro comercial do Brasil na África e que, com o acordo, espera haver mais investimentos de empresários africanos no Brasil.

Tags: angolanos, braskleiros, Nações, Organização, Unidas

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.