Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Setembro de 2014

Internacional

Vaticano não acreditava em reunião de Abbas e Peres

Agência ANSA

Praticamente todos na Santa Sé estavam céticos sobre o convite do papa Francisco aos presidentes palestino e israelense para orar no Vaticano, explicou o pontífice nesta sexta-feira, dia 13. "Cerca de 99% deles disseram que não deveríamos fazer isso", disse, em entrevista ao jornal espanhol La Vanguardia. "Eu ouvi de pessoas que estávamos exagerando ... e então, o 1% cresceu".    

Com o líder da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, à sua esquerda, e o israelense, Shimon Peres, à sua direita, Francisco cobrou coragem de todos os lados envolvidos nos conflitos do Oriente Médio para dizer sim ao diálogo e não à violência no último domingo, em Roma. 

A reunião foi acertada durante sua passagem pela Terra Santa no final de maio. Para o Vaticano, o sucesso do evento foi simbolizado pelo abraço compartilhado por Abbas e Peres. De acordo com Francisco, ele decidiu visitar a Terra Santa diante da aposentadoria de Peres, no começo deste mês.

Tags: igreja, Israel, palestino, presidentes, reunião

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.