Jornal do Brasil

Domingo, 26 de Outubro de 2014

Internacional

Colômbia: governo fecha fronteiras terrestres devido a eleições

Agência Brasil

O governo da Colômbia fechará na madrugada de amanhã (14) as fronteiras terrestres do país por causa do segundo turno das eleições presidenciais, marcado para domingo (15). O país faz fronteira com o Brasil, o Equador, o Panamá, o Peru e a Venezuela. O fechamento das fronteiras terrestres durante as eleições no país é uma medida comum, adotada para "garantir a segurança e a ordem pública".

A fronteira mais extensa é com a Venezuela (2.219 quilômetros). Milhares de colombianos vivem lá, por isso, o movimento na fronteira é intenso hoje (13).

O segundo turno das eleições é disputado pelo presidente Juan Manuel Santos, candidato à reeleição pela Coalizão Unidade Nacional e pelo opositor, Óscar Zuluaga, do Centro Democrático, partido de extrema direita, criado pelo ex-presidente e senador eleito Álvaro Uribe.

As pesquisas de intenção de voto apontam uma disputa acirrada, com pequena margem de diferença entre os dois candidatos. No primeiro turno, Zuluaga conquistou quase 500 mil votos a mais do que Santos, mas o presidente diz estar confiante. Ontem (12) ele destacou que vai ganhar a eleição com uma margem de diferença de 8 pontos a 10 pontos de vantagem.

Zuluaga não teve compromissos públicos, porque está "de licença médica", desde a última quarta-feira (11), devido a uma laringite. Mas o ex-presidente Álvaro Uribe continua ativo nas redes sociais.

Ele diz ter "informações" de que um esquema de fraude teria sido montado para o domingo. Mas o órgão eleitoral recomendou que Uribe apresente suas denúncias às autoridades competentes para investigação.

As eleições vão ocorrer um dia depois da estreia da seleção colombiana na Copa do Mundo, contra a Grécia, amanhã. Depois de 16 anos sem participar da competição, a estreia é bastante esperada pelos colombianos, que vão assistir ao jogo, com a Lei Seca em vigor.

Ambos os candidatos incentivam a população a comparecer às urnas no domingo, mas existe um temor de que as festividades da Copa prejudiquem o comparecimento. No primeiro turno, mais de 32 milhões de eleitores foram convocados, mas somente 40% do eleitorado votaram.

Tags: COLÔMBIA, eleição, tensão, turno, urna

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.