Jornal do Brasil

Terça-feira, 29 de Julho de 2014

Internacional

Confrontos em Lugansk deixam 13 pessoas mortas

Conflitos ocorreram no dia da posse do novo presidente ucraniano

Agência ANSA

No dia da posse de Petro Poroshenko como novo presidente da Ucrânia, pelo menos 13 pessoas - das quais 10 civis - morreram durante confrontos e bombardeios na cidade de Lugansk, na parte oriental do país. O balanço foi apresentado pelo líder dos rebeldes separatistas da região homônima, Valeri Botolov.    

"Não temos relações com Kiev, e toda negociação só será possível se as tropas de ocupação deixarem o nosso território", afirmou. Além disso, um deputado da autoproclamada República Popular de Donetsk, Maxim Petrukhin, também no leste ucraniano, foi assassinado a tiros. Segundo a imprensa russa, ele teria sido atingido por desconhecidos que estavam a bordo de um carro.    

A continuação dos conflitos mostra o tamanho do desafio que Poroshenko terá pela frente no comando do país. Conhecido como "rei do chocolate" por ter construído uma grande fortuna em negócios ligados ao doce, ele assumiu a Presidência da Ucrânia neste sábado (7) em uma cerimônia realizada na sede do Parlamento, em Kiev.    

Estavam presentes no evento o vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, e o presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, entre outros líderes. Aos 48 anos, o empresário foi eleito com 5

Tags: mortos, petro, poroshenko lugansk, russia, UCRÂNIA

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.