Jornal do Brasil

Quarta-feira, 17 de Setembro de 2014

Internacional

Líderes mundiais se reúnem para comemorar 70 anos do Dia D

Agência Brasil

Líderes mundiais estão participando hoje (6), na França, das comemorações dos 70 anos do desembarque das tropas aliadas na Normandia, operação conhecida como Dia D, que deu início à libertação da Europa ocupada pelas tropas nazistas de Adolf Hitler durante a 2ª Guerra Mundial. Entre os chefes de Estado que viajaram ao local para prestar homenagens aos heróis da guerra, estão os presidentes dos Estados Unidos, Barack Obama; da Rússia, Vladimir Putin; da Ucrânia, Petro Poroshenko; a chanceler alemã Angela Merkel, além do presidente francês, François Hollande, e da rainha do Reino Unido, Elizabeth II.

A celebração oficial, com a presença de 20 líderes mundiais, acontece nesta tarde, na praia de Ouistreham. Antes, porém, se deram alguns encontros bilaterais, como entre a chanceler Angela Merkel e o presidente Putin, e entre Poroshenko e Putin. Trata-se do primeiro encontro entre os presidentes da Ucrânia e da Rússia, desde a eleição do atual presidente ucraniano. Os dois países enfrentam uma crise sem precedentes na história das relações entre os dois países, desde a anexação da Crimeia pela Rússia. De acordo com oficial francês que acompanhou os encontros, as conversas trataram de possíveis medidas para reduzir a crise, incluindo como Moscou poderia reconhecer a eleição de Poroshenko.

Paralelamente às comemorações, a reunião dos líderes é importante por ser a primeira vez em que Putin se reúne com dirigentes ocidentais, juntos, desde a anexação da Crimeia. Também é a primeira vez, desde então, que ele e Obama, um dos principais críticos de Putin na crise com a Ucrânia, dividem o mesmo espaço.

Mais cedo, o presidente norte-americano discursou ao lado de Hollande no cemitério de Colleville-sur-Mer, próximo à praia de Omaha, onde estão enterrados cerca de dez mil militares norte-americanos. Na presença de veteranos de guerra, Obama disse que "o grito dos Estados Unidos, o nosso compromisso com a liberdade, com a igualdade, com a liberdade (...) está escrito com sangue nestas praias" e acrescentou que a Normandia tem “a praia do inferno” e “as praias da democracia”.

No dia 6 de junho de 1944, cerca de 150 mil soldados, sobretudo ingleses, franceses, americanos e canadenses, deram início à libertação da Europa ocupada pela Alemanha nazista. Vinte mil civis morreram na batalha da Normandia. As cerimônias terminarão com um jantar de Estado oferecido pelo presidente francês no Palácio do Eliseu, em homenagem à rainha do Reino Unido, em visita oficial à França.

Tags: d, Dia, EUA, Europa, guerra, normandia

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.