Jornal do Brasil

Domingo, 23 de Novembro de 2014

Internacional

Síria: eleições começam hoje no país para 16 milhões de pessoas

Portal Terra

Os colégios eleitorais da Síria foram abertos hoje (3) para as eleições presidenciais, informou a agência oficial de notícias do país, Sana. Os centros de votação estarão abertos por 12 horas – das 7h às 19h locais. Cerca de 16 milhões de sírios estão convocados para as urnas. O atual presidente Bashar Al Assad, no poder desde 2000, concorre a um terceiro mandato. Assad já foi visto votando, em um posto no bairro de Al Malki, na capital, Damasco.

“Os cidadãos sírios se pronunciaram fora da Síria e agora estão fazendo isso dentro do país. Eles vão escolher a pessoa que acreditam ser elegível para ser o presidente nesse momento crítico”, disse o porta-voz da Assembleia Nacional, Jihad Al Laham, em referência às eleições antecipadas realizadas no último sábado (31) para os sírios que não moram no país.

A estimativa é que 95% da população registrada no estrangeiro para votar tenha comparecido. Ainda assim, os sírios que fugiram do país e atravessaram clandestinamente as fronteiras não foram autorizados a participar das eleições antecipadas e apenas 200 mil dos 3 milhões de refugiados ou expatriados estavam inscritos nas listas eleitorais em mais de 40 embaixadas.

De acordo com o presidente do Comitê de Segurança Nacional e Política Externa, Alaa Eddin Broujerdi, o povo sírio está votando hoje livremente e o país não vai aceitar qualquer intervenção estrangeira nos assuntos sírios. O primeiro ministro Wael Al Halqi disse nesta terça-feira, antes do início da votação, que hoje é um dia histórico na vida dos sírios e que o povo é quem vai determinar o futuro do país.

O governo reforçou a segurança para manter a ordem durante a votação e aumentou o número de postos de controle para evitar atos de sabotagem e de “infiltração de terroristas” em Damasco, assim como noutras regiões do centro da Síria. Apesar disto, a agência de notícias EFE informa que vários disparos de artilharia atingiram hoje diferentes zonas do centro de Damasco. Vários foguetes atingiram os bairros de Abaíses, Al Qasa, Adaui, Bab Toma e na zona de Al Meze onde os disparos provocaram a destruição de parte de uma estrada, que conduz ao centro da capital da Síria.

Estas são as primeiras eleições com mais de um candidato em mais de 50 anos, no país em guerra civil há mais de três anos. Mais de 162 mil pessoas morreram na Síria, entre elas 53.978 civis, desde o início do conflito em março de 2011, segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Tags: assad, eleição, presidente, síria, urna

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.