Jornal do Brasil

Sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

Internacional

Desemprego bate recorde histórico na Itália

46% dos jovens de 15 e 24 anos estão sem trabalho

Agência ANSA

O sinal vermelho na economia italiana foi ligado. O desemprego do primeiro trimestre de 2014 é o mais alto na série histórica, que começou a ser medida em 1977. Entre a população em geral, 13,6% está desempregada - um aumento de 0,8 ponto percentual na comparação com o mesmo período de 2013 divulgou o Instituto Italiano de Estatísticas (Istat).    

Os números são ainda piores entre os jovens entre 15 e 24 anos: 46% deles estão sem nenhum tipo de trabalho - recorde desde 1977, quando os dados começaram a ser computados. Os dados do trimestre são um pouco maiores do que os registrados isolando o mês de abril, que foi de 43%. Com isso, o número de pessoas desempregadas subiu de 3,487 milhões para 3,5 milhões.    

A taxa de desemprego no Sul da Itália é ainda maior do que o restante do país. 21,7% dos moradores da região estão sem trabalho e entre os jovens esse número dispara para 60,9%.    

O Istat revelou também que 2,4 milhões de italianos abaixo dos 30 anos não estudam e nem trabalho, aumento de 4,8% em relação ao primeiro trimestre de 2013.As pessoas que trabalham em condições precárias ou com contratos de trabalhos temporários diminuiu para 2,4 milhões de italianos.    

Desde que assumiu como primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi busca melhorar a economia do país, que está em crise. Entre as promessas do premier, está uma maior geração de empregos.

Tags: crise, economia, emprego, istat, itália

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.