Jornal do Brasil

Quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

Internacional

Papa Francisco volta a condenar crise na Síria

Agência ANSA

O papa Francisco fez mais um apelo nesta sexta-feira (30) pelo fim da crise na Síria, no mesmo dia em que uma ONG anunciou que os conflitos no país já deixaram mais de dois mil civis mortos desde o início do ano.

"A todas as partes peço que, pensando no bem comum da Síria, permitam imediatamente a atuação das obras de assistência humanitária e, o quanto antes, larguem as armas e se empenhem em negociar", afirmou Francisco, em uma mensagem aos organismos de caridade católicos que atuam na Síria e que se reuniram hoje a convite do Pontifício Conselho Cor Unum, presidido pelo cardeal Robert Sarah.

"O futuro da Humanidade se constrói com a paz, e não com a guerra", enfatizou, criticando a "doença" da "globalização da indiferença".

"Devemos perceber, com grande pesar, que a crise síria não foi resolvida. Pelo contrário, segue firme, e corremos o risco de nos habituarmos a isso", afirmou.

Desde o início de janeiro, 1.963 pessoas morreram em decorrência de explosões e bombas, sendo 567 crianças e 283 mulheres entre as vítimas. Os dados são do Observatório Nacional para os Direitos Humanos da Síria (Ondus).

Tags: crise, mortes, ONG, sírios, vaticano

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.