Jornal do Brasil

Quarta-feira, 3 de Setembro de 2014

Internacional

Filho de Berlusconi poderá pegar 3 anos de prisão

Agência ANSA

O procurador da República de Milão Fabio de Pasquale pediu hoje a condenação de três anos e dois meses para Pier Silvio Berlusconi, filho do ex-primeiro-ministro da Itália Silvio Berlusconi. A condenação é ligada ao caso Mediatrade.    Pasquale também pediu a condenação de três anos e quatro meses para Fedele Confalonieri. Ambos são acusados de fraude fiscal.     

"É incrível que, após haver acusado duramente o presidente Berlusconi, agora se volta às empresas que ele fundou, às pessoas que por anos as dirigem com sucesso e mesmo a sua família. É incrível ter que ouvir um procurador que, mesmo diante da absolvição de Silvio Berlusconi no processo discutido, continua a chamá-lo, pois, se sabe, para esta magistratura ele é culpado. Aos nossos eleitores pedimos que façam suas vozes serem ouvidas mais alto, pois não podemos mais ter esta justiça injusta", escreveu em nota a responsável pela comunicação do partido Forza Italia, Deborah Bergamini.    

Pier Silvio, vice-presidente da Mediaset, conglomerado de mídia do ex-primeiro-ministro, está sendo processado por fraude fiscal na compra de direitos televisivos por parte da Mediatrade, uma das companhias do grupo.    

O próprio Berlusconi chegou a ser acusado, mas depois foi retirado da lista de réus por falta de provas. No entanto, em 2013, o ex-premier foi condenado definitivamente pelo mesmo crime, só que em outro processo, o que acabou provocando a sua cassação pelo Senado.

Tags: condenação, Fraudes, italiano, mediaset, Tribunal

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.