Jornal do Brasil

Segunda-feira, 28 de Julho de 2014

Internacional

Rabino quer que viagem do papa à Terra Santa seja positiva

Agência ANSA

O sucesso da próxima viagem do papa Francisco a Israel "dependerá muito de sua capacidade de comunicação, que certamente não lhe falta", declarou o rabino chefe de Roma, Riccardo Di Segni. Ele ressaltou que "mesmo que seja um público diferente, esperamos que haja um impacto positivo".    Di Segni relembrou que essa é a quarta vez que um Pontífice irá á Terra Santa. "O primeiro foi Paulo VI e fui uma viagem marcada pela falta de respeito. Depois, veio João Paulo II e foi muito importante que ele visitou o Muro das Lamentações e o memorial Shoah. Agora, estamos prontos para colher as novidades dessa nova viagem", disse durante uma coletiva de imprensa.    

Ele elogiou que Francisco visitará e "colocará flores no Monte Herzl", onde foi sepultado Theodor Herzl, pai do sionismo e precursor do Estado moderno de Israel.    

Ao ser questionado se a viagem do Papa tinha algo a ver com a questão da briga entre palestinos e judeus, Di Segni disse que "o papa reforçou a natureza eminentemente religiosa da sua viagem. Talvez isso possa ser interpretado como é possível meter a mão em qualquer coisa no plano religioso, mas para o plano político, iremos todos rezar".

Tags: agenda, Francisco, Israel, judeus, vaticano

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.