Jornal do Brasil

Sábado, 23 de Agosto de 2014

Internacional

Boko Haram sequestra 10 operários chineses

Uma vítima morreu após ataque

Agência ANSA

Um operário chinês morreu após o ataque do grupo extremista Boko Haram a uma fábrica no norte do Camarões. De acordo com fontes da polícia, 10 operários estão desaparecidos e foram provavelmente raptados pelo grupo. A polícia informou que o ataque ocorreu durante a noite de ontem, 16. Soldados camaroneses teriam entrado em combate com o grupo durante três horas. A Embaixada da China confirmou a morte do operário chinês e o desaparecimento dos outros 10. 

 A notícia vem ao mesmo tempo em que ocorre em Paris uma mini-vértice africana com o objetivo de elaborar uma estratégia regional contra o Boko Haram. No encontro estão presentes, entre outros, o presidente da Nigéria, Goodluck Jonathan, o presidente da França, François Hollande, além de representantes dos Estados Unidos, Grã-Bretanha e União Europeia. Durante o encontro, Hollande afirmou que o "Boko Haram representa uma grave ameaça, com laços com a Al-Qaida e outras organizações terroristas". O presidente de Camarões, Paul Biya, declarou que "estamos aqui para declarar guerra ao Boko Haram". 

Tags: ataque, boko haram, cHINA, morte, Operário, SEQUESTRO, TERRORISMO

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.