Jornal do Brasil

Sexta-feira, 21 de Novembro de 2014

Internacional

Casa Branca não queria Nobel da Paz para Barack Obama

Agência ANSA

A Casa Branca "repreendeu" a Noruega por dar o prêmio Nobel da Paz para Barack Obama, em 2009, afirmou o ex-embaixador norueguês na Organização das Nações Unidas, Morten Wetland. Segundo revelações de Wetland ao jornal Dagens Naeringsliv, quando o comitê norueguês divulgou a premiação à Obama, o chefe da Casa Branca, Rahm Emanuel, repreendeu o então embaixador da Noruega nos Estados Unidos, Wegger Strommen. Wetland definiu o episódio como o "dia mais embaraçoso da minha vida na ONU". 

Rahm declarou que o Nobel era uma forma de "bajular" o presidente norte-americano que estava a apenas um ano no cargo e estava envolvido nas guerras do Afeganistão e do Iraque. O jornal, que faz uma série de reportagens sobre os critérios de entrega do Nobel aos escolhidos, questionou Wetland sobre a existência de outro objetivo da premiação do presidente dos EUA. O ex-embaixador declarou que a premiação "causou estranheza", mas que não sabe se haviam outros motivos por trás. 

Ele explicou, todavia, que o fato foi tão embaraçoso que colocou em dúvida a opinião da comunidade internacional sobre a independência do Comitê Nobel do governo norueguês.    A entrega do prêmio já causou ruptura com o governo da China, por exemplo, que não tem mais relações diplomáticas com a Noruega após um Nobel ter sido entregue ao dissidente chinês, Liu Xiaobo.    

Neste ano, a lista do Nobel da Paz inclui o presidente russo, Vladimir Putin, que está envolvido na crise ucraniana, e o delator do esquema de espionagem do governo norte-americano, Edward Snowden.

Tags: comitê nobel, critérios, nobel da paz, Prêmio, presidente

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.