Jornal do Brasil

Quarta-feira, 3 de Setembro de 2014

Internacional

Explosão mata mais de 230 na Turquia; Papa reza por vítimas

Agência ANSA

O primeiro-ministro da Turquia, Recep Tayyip Erdo?an, anunciou que é de 232 o balanço provisório de vítimas da explosão ocorrida ontem (13) em uma mina na cidade de Soma. O premier concedeu uma coletiva de imprensa nesta quarta-feira (14) e visitou o local da explosão. "Estamos diante do pior desastre ocorrido em uma mina na Turquia", declarou.

A causa da morte na maior parte dos casos foi a inalação de monóxido de carbono, informou a imprensa local. Ainda não se sabe quantos trabalhadores ainda estão presos nas galerias do local.

Estima-se que 787 trabalhadores estivessem no local na hora da explosão, e a imprensa turca informou que mais de 360 conseguiram fugir.

O governo turco proclamou hoje três dias de luto nacional depois da catástrofe que teria sido provocada por um curto-circuito, gerando uma explosão e um incêndio.

Enquanto o trabalho de resgate continua na mina, aumentam os protestos contra as condições de segurança que seriam a principal causa do acidente. Estão previstas para hoje várias manifestações em todo o país.

Em Istambul, foi registrado nesta manhã um protesto no metrô organizado através de redes sociais. Muitos jovens se deitaram nos trens identificando-se simbolicamente com os mineradores mortos.

Vaticano

O papa Francisco fez um apelo nesta quarta-feira (14) pedindo para que as pessoas rezem pelos mineradores mortos e por aqueles que ainda estão sob os escombros da mina de carvão de Soma. "Convido os a rezar pelos mineradores que ontem morreram na mineira de Soma, na Turquia, e por aqueles que ainda estão encurralados nas galerias. Senhor, acolha os defuntos na sua casa e dê conforto aos seus familiares", pediu o Papa. (ANSA)

Tags: Explosão, mina, mortes, soterrados, turco

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.