Jornal do Brasil

Sexta-feira, 28 de Novembro de 2014

Internacional

Sete militares ucranianos morrem em emboscada

Agência ANSA

Sete militares da Ucrânia foram mortos em uma emboscada de milicianos pró-Rússia na parte oriental do país. Segundo o Ministério da Defesa de Kiev, o ataque ocorreu nos arredores de Oktiabrsk, cidade localizada entre Sloviansk e Kramatorsk, dois dos principais focos de ação dos insurgentes. Outros sete soldados ficaram feridos.    

De acordo com o canal Rossiya 24, os rebeldes destruíram um comboio de veículos militares formado por dois blindados e dois caminhões carregados de munições. O episódio representa mais um degrau na escalada de tensão entre os grupos pró-Moscou e o governo ucraniano. Nesta terça-feira (13), a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, disse em uma coletiva de imprensa que espera ver todos os lados sentados na mesma mesa para negociar, mas que para isso os insurgentes precisam renunciar às armas.    

"Não se pode recorrer à violência como solução dos problemas. A crise não pode ser resolvida por meios militares. Todos os representantes das regiões e da sociedade civil que renunciem à violência devem participar de um diálogo nacional", declarou.    

Enquanto isso, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia divulgou uma nota na qual afirma que Kiev deve retirar suas tropas do leste da Ucrânia, seguindo o plano que foi traçado pela Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (Osce). Se isso acontecer, Moscou garante que os líderes rebeldes das regiões de Donetsk e Lugansk deverão "reagir de modo adequado". 

Tags: crise, EUA, mortes, russia, UCRÂNIA

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.