Jornal do Brasil

Quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

Internacional

Papa mostra proximidade à Ucrânia e Oriente Médio

Agência ANSA

O papa Francisco demonstrou proximidade à população do Oriente Médio e da Ucrânia que enfrenta situações de conflito, ao discursar nesta segunda-feira (12) a estudantes e reitores de colégios católicos em Roma. "Aos que são de países do Oriente Médio, alguns também da Ucrânia, quero dizer que sou muito próximo de vocês nesse momento de sofrimento e nas orações. A Igreja sofre muito, pois a Igreja sofrida é também é a Igreja perseguida, como vocês. Estamos próximos", ressaltou o Pontífice, na abertura do encontro. 

Por mais de uma hora, o papa se reuniu com reitores e alunos de Pontifícios colégios em Roma, onde estudam seminaristas e sacerdotes do mundo todo. Francisco respondeu a sete perguntas relacionadas a desafios da vida sacerdotal.    

Em uma delas, o papa pediu para que as pessoas "não falem pelas costas dos outros" e "orem por quem tem problemas". "Asseguro a todos vocês que, se fizerem essas duas coisas, a comunidade vai adiante, pode viver bem, pode falar bem".    

Questionado sobre a necessidade dos sacerdotes recorrerem a consultas a psicólogos e psiquiatras, Francisco disse "não descartar" essa opção, "mas antes de tudo é preciso ir para a Mãe, Nossa Senhora, porque falta alguma coisa a um padre que se esquece da mãe nos momentos de turbulência". No encontro, o papa também destacou que "o amor pelo dinheiro e a vaidade são dois pecados que o povo não perdoa de seu pastor".

Tags: encontro, Francisco, orações, sacerdotes, vaticano

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.