Jornal do Brasil

Segunda-feira, 1 de Setembro de 2014

Internacional

Aliado de Berlusconi é interrogado no Líbano

Agência ANSA

Com as mãos algemadas atrás das costas e escoltado por quatro agentes armados com metralhadoras, o ex-senador italiano Marcello Dell'Utri deixou o Palácio da Justiça de Beirute, onde foi interrogado pela primeira vez desde a sua prisão pela Interpol, há um mês.    

A conversa contou com a presença de um intérprete da embaixada da Itália no país e durou cerca de 1h30. O advogado de Dell'Utri, Akram Azoury, não quis revelar nenhum detalhe sobre o conteúdo do encontro, limitando-se a dizer que o seu cliente estava lúcido e respondeu normalmente aos questionamentos.    

Após o interrogatório, o ex-senador foi levado para um hospital da capital libanesa, onde está internado em condição de prisão. Ele foi condenado na Itália a sete anos de prisão pelo crime de associação mafiosa. Segundo a Justiça, Dell'Utri manteve contatos "ininterruptos" com a Cosa Nostra e assinou com a máfia siciliana um acordo em maio de 1974 para proteger o ex-primeiro-ministro Silvio Berlusconi, de quem é aliado. De acordo com a sentença, ele era um intermediário entre os criminosos e o ex-premier.    

Para escapar da cadeia, o político fugiu para o Líbano, mas foi preso pela Interpol no mês passado. No entanto, segundo o ex-parlamentar, ele foi ao país para fazer tratamento médico. O governo italiano já entrou com um pedido de extradição do ex-senador.

Tags: Berlusconi, ex-político, fuga, itália, líbano

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.