Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Janeiro de 2018 Fundado em 1891

Internacional

'Não vamos aceitar apartheid nuclear', diz Rohani

Irã vai se reunir com potências para discutir programa atômico

Agência ANSA

O presidente do Irã, Hassan Rohani, disse que seu país não vai aceitar um "apartheid nuclear", renunciando ao seu programa atômico, mas garantiu que está pronto a promover "uma maior transparência". A declaração foi dada às vésperas da nova rodada de negociações internacionais sobre o assunto, que inicia na próxima terça-feira (13) em Viena, na Áustria. A expectativa é que, nessa nova fase de reuniões, Teerã e o grupo 5+1, que inclui os cinco membros do Conselho de Segurança das Nações Unidas - China, EUA, França, Reino Unido e Rússia -, além da Alemanha e da União Europeia, comecem a discutir o texto final do acordo. O objetivo é concluir as tratativas até 20 de julho, quando termina o prazo do pacto provisório semestral assinado no final de 2013.   

Na ocasião, o Irã aceitou paralisar suas atividades nucleares por seis meses, em troca do alívio das sanções econômicas impostas pela comunidade internacional. O país interrompeu o enriquecimento de urânio acima de 5% e a construção de novas centrais e neutralizou sua reserva de urânio enriquecido a até 20%. Com isso, a nação persa e as potências mundiais ganharam tempo para encontrar uma solução definitiva.

Tags: conselho de segurança das nações unidas, hassan rohani, irã, programa atômico, urânio

Compartilhe: