Jornal do Brasil

Quinta-feira, 2 de Outubro de 2014

Internacional

Papa e Michelle reforçam campanha por jovens raptadas

A primeira-dama dos EUA e o Pontífice pediram a libertação de meninas nigerianas

Agência ANSA

O papa Francisco usou o seu Twitter neste sábado (10) para pedir o resgate das 223 meninas nigerianas sequestradas pelo grupo radical islâmico Boko Haram. "Vamos todos nos unir em uma oração pela libertação imediata das estudantes raptadas na Nigéria. #BringBackOurGirls", escreveu o Pontífice.

Um pouco antes, a primeira-dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, prometeu que seu marido, Barack, vai fazer de tudo para ajudar o governo nigeriano a encontrar as jovens.

"Barack colocou o nosso governo à disposição para achar as meninas e levá-las de volta para casa. Nessas jovens, Barack e eu enxergamos as nossas filhas, as suas esperanças, os seus sonhos, e podemos imaginar a angústia dos pais", afirmou Michelle. 

Francisco aderiu à campanha pelo resgate
Francisco aderiu à campanha pelo resgate

Nos últimos dias, a primeira-dama encampou uma campanha pelo resgate das jovens, postando nas redes sociais uma foto sua segurando um cartaz com a mesma hashtag usada por Francisco, que significa "Tragam de volta as nossas garotas".    

"Como milhões de pessoas no mundo, meu marido e eu estamos indignados pelo rapto de mais de 200 meninas na sua escola. Mas o que aconteceu na Nigéria não é um incidente isolado, é uma história que vemos todos os dias, quando jovens de todo o mundo arriscam suas vidas para perseguir suas ambições. É a história de garotas como Malala Yousafzai", afirmou ela, fazendo referência à ativista paquistanesa que foi baleada pelo Talibã por defender o direito das mulheres à educação. 

O discurso de sábado nos EUA é tradicionalmente feito pelo presidente, mas desta vez a primeira-dama o substituiu para falar do rapto e sobre o dia das mães.

O sequestro das 223 meninas ocorreu no último mês de abril. Elas foram levadas de um colégio público do estado de Borno, epicentro da atuação do Boko Haram, que deseja implantar um governo islâmico no norte da Nigéria. 

Tags: #bringbackourgirls, boko haram, NIGÉRIA, papa francisco, Twitter

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.