Jornal do Brasil

Quarta-feira, 17 de Dezembro de 2014

Internacional

Extradição de ex-senador preso no Líbano pode demorar

Amigo de Berlusconi, Dell'Utri foi condenado por laços com máfia

Agência ANSA

Uma fonte de Beirute que preferiu não se identificar disse à ANSA que é muito difícil que as autoridades libanesas concedam nos próximos dias a extradição do ex-senador italiano Marcello Dell'Utri, condenado em seu país natal a sete anos de prisão por associação mafiosa. A possibilidade de que o processo de repatriação do ex-parlamentar fosse concluído de forma rápida tinha sido ventilada recentemente.    

"O procurador-geral deve examinar toda a documentação, que chegou há pouco tempo. Na semana que vem, ele terá apenas uma ideia sobre o tema. É muito difícil, para não dizer impossível, que as autoridades dêem a extradição nos próximos dias", declarou a fonte.    

Dell'Utri foi sentenciado por ter mantido contatos "ininterruptos" com a Cosa Nostra e por ter assinado com a máfia siciliana um acordo em maio de 1974 para proteger o ex-primeiro-ministro Silvio Berlusconi, de quem é aliado. Para a Justiça italiana, o ex-senador era um intermediário entre os criminosos e o ex-premier.    

O político foi preso pela Interpol no mês passado no Líbano, para onde Dell'Utri diz que viajou para fazer tratamento médico.

Tags: cosa nostra, itália, líbano, marcello dell'utri, silvio berlusconi

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.