Jornal do Brasil

Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2014

Internacional

Unicef alerta sobre morte de crianças e pede fim da violência na Síria

Agência Brasil

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) alertou hoje (6) sobre o número significativo de crianças que morreram ou ficaram feridas nas últimas semanas no conflito civil na Síria e apelou para o fim da “contínua espiral de violência” no país. Durante os últimos ataques, dezenas de crianças perderam a vida, de acordo com o Unicef, que dá como exemplo a explosão na última sexta-feira (2) de dois carros nas aldeias de Jibrin e Al Humeiri, no centro do país.

Em comunicado divulgado nesta terça-feira, a agência das Nações Unidas lembrou que nesses ataques 18 pessoas morreram, entre as quais 11 crianças.  Na mesma nota, a organização faz referência a outro ataque ocorrido no fim de abril.

“No dia 30 de abril, pelo menos 30 crianças foram mortas e muitas ficaram feridas depois de um ataque aéreo contra uma escola em Ein Jalout, no bairro de Al Ansari, na cidade de Alepo [no Norte da Síria]”, informou o comunicado.“Antes desse incidente, em abril, várias crianças foram mortas ou feridas em ataques indiscriminados sobre zonas civis que afetaram várias partes do país, incluindo Homs [no centro] e Damasco [capital]”, acrescentou a organização.

Diante da situação, o Unicef apelou a todas as partes envolvidas no conflito para que acabem com a contínua espiral de violência que está tendo consequências inaceitáveis sobre os civis, particularmente sobre as crianças.

“As crianças da Síria continuam a suportar o custo mais elevado deste conflito. A recente escalada de ataques está tornando a situação verdadeiramente insuportável”, disse o representante do Unicef na Síria, Youssouf Abdel-Jelil, citado no comunicado.

O conflito na Síria já fez mais de 150 mil mortos e milhões de deslocados e refugiados desde março de 2011.

Tags: Civil, crianças, guerra, mortes, sírios

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.