Jornal do Brasil

Segunda-feira, 1 de Setembro de 2014

Internacional

Violência no Iraque matou 750 pessoas em abril

Agência Brasil

A violência e os atos de terrorismo deixaram 750 mortos, dos quais 610 civis, e mais de 1,5 mil feridos no Iraque no mês de abril. Os dados foram divulgados hoje (1º)  pela Missão de Assistência da Organização das Nações Unidas (ONU) no país.

Os números não incluem as vítimas registradas na província de Al Anbar, onde mais de 130 pessoas morreram em meio a conflitos entre o Exército e grupos extremistas apoiados por milícias. 

O representante da ONU no Iraque, Nikolay Mladenov, destacou mais uma vez a necessidade de unidade entre os líderes e as instituições para enfrentar o terrorismo. “Apenas uma combinação de operações de segurança efetivas, compromisso político e políticas sociais inclusivas poderá  promover a paz social”, avaliou.

A capital, Bagdá, foi a região onde se registaram mais vítimas durante o mês de abril, com 252 mortos e 581 feridos.

O Iraque enfrenta um aumento da violência religiosa e de atentados terroristas que causaram no ano passado a morte de mais de 8.860 pessoas, das quais 7.818 eram civis, segundo a ONU.

Tags: Civil, guerra, iraquianos, mortes, TERRORISMO

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.