Jornal do Brasil

Terça-feira, 2 de Setembro de 2014

Internacional

Aluguel de casas com piscina vira negócio em Cuba

Agência ANSA

O crescimento do turismo em Cuba e o boom do chamado "cuentapropismo" -- microempreendimentos privados permitidos pelo governo em certas áreas econômicas -- levaram ao nascimento de uma nova atividade no país: o aluguel de casas com piscina.

Nas proximidades de Havana, o negócio vem aumentando constantemente, cativando clientes entre os habitantes locais e estrangeiros.

Evelia, uma senhora de 79 anos, explicou, em entrevista à ANSA, que após a morte do marido, ela pensou em dar fim à piscina, porque quase não a usava e ela causava muita sujeira. Hoje ela sabe que isso "seria um erro". "Antes de começarem com essas coisas de 'cuentapropismo' eu nunca pensei que minha piscina poderia tornar-se um negócio", disse.

Agora Evelia aluga sua casa em Mulgoba, a cerca de 12 quilômetros do centro de Havana. A diária custa US$ 35 para um grupo de no máximo 15 pessoas, cobrando US$ 3 por cada pessoa a mais.

Outras 30 casas no mesmo bairro oferecem um serviço similar, mas de acordo com ela, "há clientes para todos".

Na internet é possível encontrar ofertas muito mais luxuosas do que a de Evelia, a preços consideravelmente mais caros. Um anúncio, por exemplo, oferece "uma cobertura extraordinária, com uma piscina com vista para o mar" no centro de Havana, com "serviço de lavanderia, almoço e jantar, cocktails com álcool, seleção premium de charutos e serviços de massagem, pilates e ioga". Com uma estadia mínima de três dias, o aluguel sai por mais de U$ 300.  

Tags: cobertura, crescimento, internet, luxuosas, turismo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.