Jornal do Brasil

Segunda-feira, 22 de Dezembro de 2014

Internacional

Acolhimento de imigrantes está em colapso na Itália

Agência ANSA

O sistema de acolhimento de imigrantes na Itália estaria em colapso e não teria mais vagas. É o que afirma o diretor central de Imigração e da polícia de Fronteira italiana, Giovanni Pinto, durante audiência na Comissão de Defesa e Exteriores no Senado.     

"O sistema de acolhimento de imigrantes está em colapso, não temos mais onde colocá-los e as populações locais estão irritadas com o a contínua chegada de imigrantes", declarou Pinto. "Seguramente a operação Mare Nostrum está dando resultados excelentes, mesmo que tenha incrementado as partidas vindas da Líbia", afirmou, referindo-se a operação que realiza o socorro de pessoas no Mar Mediterrâneo. Só na última sexta-feira, a operação Mare Nostrum resgatou mais de 1500 imigrantes que estavam em embarcações no mar.     

"O Viminale está pensando em um plano de acolhimento para 50 mil imigrantes, pois os 16 mil postos do Sprar (Sistema de Proteção para os Requerentes de Asilo e Refugiados) não são suficientes", explicou o diretor. Em 2014, chegaram à Itália via mar 25 mil imigrantes, mais da metade do contingente do ano de 2013 inteiro, que recebeu 43 mil pessoas nestas condições. Estima-se que 90% tenham partido da Líbia. "Em 2011, ano da Primavera Árabe, chegaram 63 mil imigrantes", explicou Pinto.

Tags: crise, imigração, imigrantes, itália, vagas

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.