Jornal do Brasil

Segunda-feira, 28 de Julho de 2014

Internacional

Merkel critica declarações de Berlusconi sobre Holocausto

Agência ANSA

A Alemanha afirmou que as declarações feitas pelo ex-primeiro-ministro da Itália Silvio Berlusconi sobre o Holocausto são absurdas e que não serão comentadas. O italiano afirmou no último sábado, 26, que "para os alemães, os campos de concentração nazista nunca existiram". 

    Steffen Feibert, porta-voz da chanceler da Alemanha, Angela Merkel, declarou hoje em coletiva de imprensa que as afirmações de Silvio Berlusconi "são tão absurdas que o governo alemão não vai comentar".

    Já o candidato à presidência da Comissão Europeia Jean-Claude Juncker declarou que o ex-primeiro-ministro da Itália Silvio Berlusconi deve se retratar com o povo da Alemanha. "As declarações de Berlusconi me deixaram nauseado. Peço que ele as retire imediatamente e peça desculpas aos sobreviventes do Holocausto e com os cidadãos alemães", afirmou Juncker. 

    Em nota divulgada por seu serviço eleitoral, o ex-primeiro-ministro de Luxemburgo repudiou as falas de Berlusconi. "Há coisas com o que não se pode brincar. Para quem tem em mente a história da Europa, isso é particularmente verdadeiro por causa do terror experimentado durante o Holocausto que custou a vida de milhões de inocentes. Senhor Berlusconi, o Holocausto não é um assunto para rir", escreveu Juncker. "Peço ao senhor Berlusconi que retrate imediatamente suas declarações e que peça desculpas aos sobreviventes do Holocausto e aos cidadãos alemães. Na política européia não há espaço para declarações que traem os valores sob os quais a nossa União foi fundada", concluiu. (ANSA)

Tags: . gafe, ALEMANHA, Berlusconi, HOLOCAUSTO, itália

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.