Jornal do Brasil

Quarta-feira, 17 de Setembro de 2014

Internacional

Berlusconi é citado em processo sobre prostituição

Agência ANSA

Das atas do processo sobre as "acompanhantes" levadas pelo empresário Gianpaolo Tarantini às residências de Silvio Berlusconi emerge um "desconcertante quadro da vida privada" de várias pessoas, incluindo a do então primeiro-ministro da Itália. É o que apontam as motivações da sentença de condenação do advogado Salvatore Castellaneta por exploração de prostituição em dezembro de 2013.     

Nas 187 páginas do documento, divulgado nesta segunda-feira (28), o juiz do tribunal de Bari Ambrogio Marrone reconstitui os 21 episódios ocorridos entre setembro de 2008 e maio de 2009, nos quais são citadas as 26 mulheres "recrutadas" para as festas nas mansões do ex-premier italiano. O magistrado apresentou trechos de interceptações telefônicas, depoimentos em interrogatórios e detalhes das despesas de Tarantini para reconstruir aquilo que ele define como as "obscenas noitadas" de Berlusconi com suas acompanhantes.     

"É um desconcertante quadro da vida privada de vários sujeitos envolvidos no caso, das garotas ao então primeiro-ministro, que dissimulava uma próspera atividade de exercício da prostituição com uma aparência formal de jantares elegantes. O material probatório, no seu conteúdo de obscenidade e baixeza, evidencia a situação de comercialização do corpo feminino e a consideração das mulheres como simples objetos suscetíveis ao comércio sexual", escreveu Marrone.     

Castellaneta foi condenado a um ano de reclusão pela Justiça italiana por participar ocasionalmente do esquema organizado por Tarantini, que também tinha a participação da atriz alemã Sabina Beganovic. Os dois últimos, ao lado de outras cinco pessoas, respondem no mesmo processo por formação de quadrilha e exploração, indução e favorecimento à prostituição. Berlusconi deverá ser convocado a depor como testemunha no julgamento, por solicitação dos advogados de defesa. Condenado definitivamente por fraude fiscal em agosto do ano passado, o ex-premier é acusado também de abuso de poder, prostituição de menores e compra e venda de votos no Parlamento. 

Tags: acusação, Berlusconi, itália, justiça, prostituição

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.