Jornal do Brasil

Sábado, 1 de Novembro de 2014

Internacional

Tribunal Penal Internacional abre investigação sobre crimes na Ucrânia

Agência Brasil

O Tribunal Penal Internacional (TPI) anunciou nesta sexta-feira (25) a abertura de uma investigação preliminar sobre crimes cometidos na Ucrânia entre 21 de novembro de 2013 e 22 de fevereiro deste ano. O anúncio foi feito depois de o governo ucraniano aceitar a jurisdição do TPI para julgar os crimes cometidos em seu território durante a crise política, que se estende até hoje.

A investigação foi aberta pelo procurador Fatou Bensouda e o TPI explicou, por meio de um comunicado, que a ação faz parte dos procedimentos tomados normalmente, sempre que o tribunal recebe uma declaração como a feita pelo governo ucraniano. A partir de agora, serão avaliados se são cumpridos os critérios para a abertura de uma investigação, como questões de jurisdição, admissibilidade e os interesses da Justiça.

Em novembro de 2013, começaram os protestos contra o governo do então presidente Viktor Ianukóvitch, além de confrontos entre pró-russos e pró-europeus. Em fevereiro deste ano, Ianukóvitch foi deposto e se refugiou na Rússia, onde ainda permanece. Logo depois, por meio de um referendo na Crimeia, a Rússia anexou o território da península do Mar Negro.

O TPI é uma corte que julga pessoas acusadas de cometer crimes graves contra a comunidade internacional, como genocídios, crimes de guerra e contra a humanidade. Ambos os lados do conflito na Ucrânia fizeram denúncias de ataques às liberdades básicas como de associação, expressão e liberdade dos meios de comunicação.

Tags: crime, lei, tpi, UCRÂNIA, violência

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.