Jornal do Brasil

Sexta-feira, 19 de Dezembro de 2014

Internacional

Papa liga para mulher divorciada na Argentina

Francisco disse que não há nada de errado em ela comungar

Agência ANSA

Uma mulher argentina teria recebido um telefonema do papa Francisco, no qual ele disse que um divorciado que comunga não está fazendo nada de errado. A ligação foi uma resposta a uma carta enviada por ela ao Pontífice sete meses antes.    

Na correspondência, a mulher lamentava por não poder participar do sacramento após se casar no civil pela segunda vez. O caso foi relatado pelo seu atual marido, Julio Sabetta, em sua conta no Facebook. "Aconteceu uma das coisas mais bonitas da minha vida, depois do nascimento das minhas filhas", escreveu o homem, que mora na cidade de San Lorenzo, sobre o telefonema do Papa.    

Em uma entrevista ao site Infobae, Sabetta explicou que sua mulher queria um conselho, uma vez que não podia comungar por ser divorciada. "Ela queria saber o que fazer, porque sentia que se fizesse isso estaria rompendo uma regra da Igreja", acrescentou. Sete meses depois (a carta foi enviada em setembro), Francisco ligou e, apresentando-se como "padre Bergoglio", pediu desculpas pela demora na resposta e afirmou que esse assunto está sendo discutido no Vaticano, "porque o divorciado que comunga não está fazendo nada de errado".

Tags: comunhão, divórcio, Francisco, igreja, papa

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.