Jornal do Brasil

Sexta-feira, 29 de Agosto de 2014

Internacional

Três corpos são encontrados dentro da embarcação naufragada na Coreia do Sul

Agência Brasil

Equipes de resgate localizaram hoje (19) três corpos dentro da balsa que afundou na última quarta-feira (16) na costa da Coreia do Sul. De acordo com as autoridades marítimas do país, ainda não foi possível fazer o resgate. Os corpos foram descobertos por mergulhadores que conseguiram ter acesso à zona de passageiros do quarto piso da balsa. Os três corpos são os primeiros a serem localizados no interior da embarcação. Até o momento, 33 corpos foram encontrados.

De acordo com a última estimativa oficial sul-coreana, 174 pessoas foram salvas e mais de 300 estão mortas ou desaparecidas. Os parentes das vítimas  manifestaram desagrado pela lentidão dos trabalhos de resgate depois de o navio ter demorado cerca de duas horas para afundar e por apenas terem sido resgatadas 179 das 475 pessoas que estavam a bordo.

>> Capitão admite demora em evacuação de balsa

No local do acidente, as equipes de resgate enfrentam mau tempo, baixas temperaturas da água do mar, fortes correntes marítimas e visibilidade nula embaixo d'água. Há 176 embarcações, 28 helicópteros e mais de 650 mergulhadores envolvidos nos esforços de salvamento.

A esperança de encontrar pessoas com vida é praticamente nula, indicam as autoridades, pois bolsões de ar que poderiam ter se formado no interior da balsa já teriam se extinguido passadas 72  horas. O acidente ocorreu na última quarta-feira.

A maioria dos passageiros presos na embarcação são estudantes entre 16 e 17 anos que embarcaram no porto de Incheon, no Noroeste da Coreia do Sul, com destino à ilha turística de Jeju, para uma viagem de estudo.

Enquanto as causas do acidente são investigadas, o capitão da embarcação, que não estava no comando da balsa no momento do acidente, e outros dois membros da tripulação permanecem detidos.

Tags: acidente, balsa, coreia do sul, embarcação, suicidio, Tragédia

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.